Seguidores

domingo, 13 de dezembro de 2009

Fim de ciclo



De repente
Não mais

O que me deu sustento
Finalmente,me acolheu
Segue o curso da(sua)vida
Vai dar alento a mais alguém

Eu aqui,oprimida
Presisando ir além
Além do que posso e consigo

Comigo só

Achar um novo sustento
Tranquilizar,compreender

Organizar pensamentos
Permitir...

Posso?

8 comentários:

Jorge disse...

Alice,

Tua sensibilidade já é o caminho.
Sentir é sentir-se e quando quer, já está a reiniciando. Porque o caminho não termina, apenas recomeça dando uma continuidade na vida.
Posso? Deve!

Com carinho,
Jorge

Blogat disse...

Jorge,querido,tuas palavras caíram no momento certo.Definitivamente,estou vivendo um (novo) recomeço.Preciso estar atenta(e amparada).De novo,obrigada pelo seu carinho e atenção.Bj

Norma Villares disse...

Alice,
Vi seu comentário no blog do amigo Jorge, e estou adicionando você, se permitir...
Muito sensibilidade em seus posts.
Sublimes abraços

Blogat disse...

Valeu,Norma.Na verdade,procuro aqui(lugar de paz e descanso)fugir da correria e do ruído do dia a dia,para "viver emoções mais simples e modestas...e BEM de mansinho,com liberdade para pensar e repensar"com vc bem colocou em seu perfil.Beijo grande

Andrea disse...

DEVEMOS....SEMPRE....POIS SE FAZ ABSOLUTAMENTE NECESSARIO....

Blogat disse...

Essa é a minha garota!!Bj

Renam disse...

E o que é que você não pode?

Blogat disse...

Ultrapassar o limite que minha humanidade me impõe...,Remam(precisamos sempre estar atentos a ele.)