Seguidores

domingo, 16 de janeiro de 2011

Delicadeza


Este, comendo arroz na mão de sua amiga,minha mãe,é o Jubileu.
Foi criado,solto, pelo porteiro do prédio ao lado,e hoje,visita os apartamentos ao redor que o recebem em festa.
Entra pelas janelas,traz a alegria consigo,interage,ganha mimos e se vai.Livre,leve,solto. 
Isto acontece em plena rua Paissandu,zona sul do Rio de Janeiro.
Definitivamente,gentileza gera gentileza...
E o amor e a delicadeza ainda valem a pena.

6 comentários:

Jorge disse...

Maravilhoso!!!
Gentileza gera gentileza.


Beijo, Coração Amiga!!!

Blogat disse...

Beijo grande Jorge!cheio de gentileza!!

Viiii disse...

Ô se valem! Pena grande parte da humanindade ter esquecido disso. Mas felizmente situações como essa podem acontecer a todo momento e em qualquer lugar, e basta um pouquinho de atenção, olhares sensíveis e perspicazes para poder enxergar nas coisas mais simples e corriqueiras toda a beleza que há nessa vida! Lindo Post!! bjs

Blogat disse...

É isso, Viiii,olhar de ver.Para enxergar o que (sempre) está!
Beijo grande querida!

Andrea disse...

Os seres que são criados soltos em geral têm mais confiança em outros seres,aprendida na vida e na sua historia.Linda foto,é sua?

Blogat disse...

Sim,Déa,minha foto.
Ela me chamou,gritando baixinho para não espantá-lo,nem precisava...voltei para buscar a máquina,tirei fotos e ele nem tchum!Bem lá na dele curtindo e comendo.MÓ barato!